segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Fall In Love - Capítulo 1

     Lembre-se sempre: ações falam mais alto que palavras.
— Demi Lovato.



     Madison Clark - Atlanta - 09:43 AM

      Acordei com a claridade invadindo o meu quarto quase me cegando, pisquei algumas vezes e levantei-me indo até o banheiro. Fiz minha higiene, enchi a banheira, e logo depois me despi entrando na mesma com cuidado para não molhar o chão. Sentei ali e relaxei durante uns 15 minutos, até que meu celular começou a tocar. Coloquei a toalha, caminhei até o criado-mudo ao lado da cama e atendi sem ver quem era.

      — Alô? — disse.
      — Oi Madison. — era Madelyn minha prima de Nova York.
      — Ah, oi Madelyn. Aconteceu algo aí?
      — Não, não aconteceu nada. Só queria te fazer um pedido.
      — Pode pedir.
      — Lembra que eu te disse que estava namorando?
      — Sim, com o... — dei uma pausa pra tentar lembrar o nome dele. — Justin! É esse o nome dele?
      — Sim, sim. — ela fez uma pequena pausa. — Ele...
      — Ele...? — disse incentivando-a a prosseguir.
      — Elemepediuemcasamento.
      — Madelyn fala devagar.
      — Ele me pediu em casamento.
      — Ah, em cas... espera, CASAMENTO?
      — Sim. — riu.
      — Ai meu Deus Madelyn, parabéns. — disse eufórica. — Espera... o que eu tenho a ver com isso?
      — Eu estava conversando com sua mãe, pra ela me indicar uma cerimonialista e ela me indicou... você.
      — Eu?
      — Sim, você.
      — Tá, mas vai ser onde?
      — Vai ser aí em Atlanta mesmo. Já que nossas famílias moram aí.
      — Ah.
      — Você aceita?
      — Claro que sim. Quando vão vir pra cá?
      — Hoje á noite.
      — Aah, okay. — disse e me lembro que tenho que terminar o banho. — Madelyn vou ter que desligar.
      — Okay, beijo e tchau. — e finalizou a ligação. Madelyn e essa mania feia de desligar na minha cara sabendo que eu odeio isso. Voltei pro banheiro e terminei o banho de chuveiroo mesmo. Fui até o closet e coloquei uma roupa (1) e fechei o apartamento e fui pro Starbucks mais próximo.

      Justin Bieber - Atlanta - 10:12 AM

      Estava no escritório sentado na minha cadeira fumando, quando alguém bate na porta, bufei soltando a fumaça e murmurei um "entra". Madelyn entra toda sorridente.

      — Falou com sua prima? — perguntei.
      — Falei, — respondeu se sentando em uma das cadeiras. — e ela aceitou.
      — Hum. — murmurei. — Como é mesmo o nome dela?
      — Madison.
      — Madison? — assentiu. — Um nome bonito.
      — Não é só o nome, minha prima é gostosa. — disse rindo, e eu ri pelo nariz.
      — Tem alguma foto dela?
      — Não.
                             [...]
      Era mais ou menos 19h00 e eu e Madelyn estávamos quase entrando no jatinho para ir para Atlanta.
      — Cuidem das coisas por aqui seus manés. — disse batendo na cabeça do Chaz.
      — Porra Justin, não precisa me bater. — reclamou Chaz passando a mão no local onde bati. Eu e os meninos rimos.
      — Justin temos que ir. — disse Madelyn.
      — Tchau. — fiz o toque com o Ryan, Chaz e Chris. Eles abraçaram Madelyn, e então subimos no jatinho prontos pra ir pra Atlanta.
                           [...]
      Chegamos na casa dos tios da Madelyn e saímos do carro. Fomos até a porta e Madelyn tocou a campanhia, logo depois uma mulher com cabelos castanhos abre a porta sorrindo.
      — Madelyn! — abraça Madelyn.
      — Tia Lauren!
      — Está mais bonita.
      — Sempre fui tia. — riram. — Bom, esse é o Justin.
      — Oi. — cumprimento ela com um beijo na bochecha.
      — Então esse é o famoso Justin. — disse Lauren.
      Lauren tinha os cabelos castanhos e os olhos azuis iguais aos de Madelyn, e ela era extremamente bonita pra idade dela, nem todas as mulheres chega naquela idade como ela chegou.
      — Eu? — perguntei sorrindo. — Famoso?
      — Sempre que ligava pra Madelyn, ela falava muito de você. — respondeu. Sorri. — Entrem. — entramos e encontramos, o tio e os pais da Madelyn.
     
       
      Madison Clark - Atlanta - 08:55 PM

     Eu estava 1 hora atrasada. Eu ainda me pergunto se um dia vou criar vergonha na cara e não dormir antes de um compromisso. Coloquei meus sapatos correndo, estava pronta (2),  me olhei no espelho pela última vez, peguei minha bolsa e depois as chaves saindo correndo.

                             [...]

     Cheguei na casa da minha mãe e logo eu apertei a campainha vendo ela atender a porta toda sorridente.


_______________________________________________________________________________

(1) - (2)

O primeiro capítulo sempre é meio morto, então se deu sono me desculpe. E por favor comentem o que acharam – lembrando que só levo em consideração críticas construtivas.

2 comentários:

  1. Conituaaaaaaaaaaaaaaaaaa
    E relax quase sempre os primeiros caps de uma fic são meios chatos :D

    ~~Bea

    ResponderExcluir

obrigadaaa por comenta
espero que tenham gostado bjbj