quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Dear Angel - Capítulo 21




“Quando duas pessoas se amam, nem à distância nem o tempo, podem separa-las.”
- O Melhor de Mim

Todos nós estávamos na sala na casa de Justin nos encarando sem saber o que falar. Eu, como de costume, queria fugir. Não por eu ter culpa, dessa vez minha ficha estava limpa, mas sim porque o clima estava meio constrangedor.
Meio tenso.
Nora, ao meu lado, fuzilava Scott com os olhos. Ele a ignorava. Jake estava paralisado e ao seu lado estava uma Camille furiosa.
Sim, vocês leram isso. Camille furiosa. Essas duas palavras não combinavam, em minha humilde opinião.
Daniel e Kate estavam abraçados, mas em silêncio. Kate ainda estava um pouco brava comigo, mas ela me ama muito para me ignorar pelo resto da vida. O que posso dizer? Sou uma garota totalmente amada.
Hoje de manhã, eu tinha recebido uma mensagem de Jake, dizendo para eu ir até a casa dele e dos garotos. Eu e Nora fomos. O mais surpreendente foi que quando abrimos a porta, demos de cara com três pessoas. Três pessoas conhecidas.
Daniel, Kate e Camille.
Olha, eu fiquei bem chocada. Paralisada, na verdade. Nenhum dos três parecia à felicidade em pessoa. Camille parecia que queria esganar alguém. Provavelmente eu. Kate me olhava... Não, não, ela não me olhava, ela me fuzilava com os olhos. Já Daniel estava tranquilo, mas seu olhar dizia “o bicho vai pegar”.
E o bicho pegou mesmo.
Assim que pisamos, fomos bombardeados de perguntas. Na verdade, eu.
Sempre eu.
Camille gritou comigo. Disse que eu era irresponsável e que ela não podia me deixar sozinha por cinco minutos que eu já fazia besteira. O que meio que era verdade. Meio porque eu não precisava necessariamente estar sozinha para fazer alguma besteira.
Kate gritou comigo também, mas por diferentes razões. Disse que eu era uma vaca por não ter me despedido dela, que ficou totalmente chateada. Que eu era um monstro sem coração.
Daniel apenas me deu um sorriso transbordando diversão e me ofereceu uma jujuba.
Sei lá de onde ele tinha arranjado aquilo. Só sei que fiquei tão irritada que peguei a jujuba e joguei pela janela. Daniel depois disso me ignorou. Ele tinha ficado chateado. Senti-me mal. Os donos da casa apenas nos olhavam como se fossemos estranhas.
Babacas.
- Você, (Sn) Fray, pode apostar que quando voltarmos para casa estará de castigo! –Camille gritou. –
- Você se esqueceu de algo, Camille...
- O que?
- Você não é minha mãe. Não é e nunca vai ser. –Gritei, furiosa. –
Cams ficou chocada com minha reação. Chocada e machucada. Seus olhos se encheram de lágrimas e ela não falou mais nada. Senti-me um... um cocô.
Só depois que a raiva acabou, claro.
E aqui estávamos nós. Sentados em uma roda no chão, cada um se encarando sem dizer nada.
Eu não suportava silêncio. Acho que iria explodir a qualquer momento. Nora estava em silêncio. E ela nunca calava a boca. Isso era tão frustrante. Scott parecia pensar o mesmo que eu, já que foi ele que quebrou o silêncio.
- Certo! -Exclamou. – Alguém, por favor, poderia falar algo? Qualquer coisa...
- Vai se foder. –Sorriu Nora. –
Ah, não...
Eu disse que não gostava do silêncio? Bem, retiro o que disse. Scott a olhou, incrédulo.
- Qual é o seu problema, garota?
- Mulher. Eu sou uma mulher, Carter. Você que é um garoto. Um menino, na verdade. Um menino infantil e imaturo.
- Sabe Nora, você é uma idiota. Sempre foi e sempre vai ser. Acha que é a dona da razão, mas a verdade é que você não é. Custa admitir que você estava errada?
- Errada? -Ela gritou, furiosa. – Você me traiu, seu babaca escroto! E eu é que estou errada em te odiar?
- Foi tudo um mal entendido, será que não consegue entende isso? Eu amava você! Amava mais do que cabia em mim! Você era única garota para a qual eu tinha olhos. Eu não queria nenhuma outra... Só você, Nora. Só você.
Scott estava vermelho e ofegante. Nora estava estática. E eu? Bem, eu estava emocionada. Meus olhos já estavam cheios de lágrimas. Era tão lindo, tão filme...
- Só que você nunca acreditou, não é? Bem, agora não importa, de qualquer maneira. –Ele suspirou, pesadamente. – Nossa história é passado. Eu só queria que você parasse de me acusar. Só isso. Jamais te trairia. Eu amava você. Jamais faria algo para te magoar. Você era minha garota marrenta. Podia me irritar às vezes, mas era a pessoa mais especial para mim. Era meu tudo.
Nora o olhava com os olhos cheios de lágrimas. Eu já chorava descontroladamente. Só Deus sabe como era difícil ver Nora chorar toda noite por causa de Scott. Ela gritava, tinha pesadelos todas as noites e quase entrou em depressão. O pior de tudo era que ela nunca tinha superado Scott.
Acho que ela nunca superaria
Ele ficou em silêncio. E então se sentou novamente. Eu podia ouvir o coração de Nora bater descontroladamente daqui.
Para que TV se tenho amigos como esses?
- Eu acredito. –Sussurrou. – Eu acredito em você.
Scott a olhou com os olhos brilhando.
- Mesmo?
- É, mesmo. –Sorriu, de lado. – É que quando eu vi aquela vadia em cima de você... Bem, eu não sei. Fiquei com tanto ódio. Tanto de você, quanto de mim por não ser o suficiente.
- Você sempre foi mais que o suficiente, Nora.
Ela deu um sorriso de lado, mas não falou mais nada.
- Isso foi... Inspirador. –Sorri. –
- É verdade, quem é o próximo? -Perguntou Camille. –
Todos a olharam confusos.
- Como é? -Perguntou Jake. –
- Precisamos deixar os problemas do passado para trás, pois só assim conseguiremos seguir em frente. Então, quem é o próximo?
Ninguém respondeu.
Camille está querendo roubar meu posto? Sou eu quem dá idéias sem noção aqui.
- Certo. –Ela suspirou. – Eu mesma vou.
Camille levantou e jogou o cabelo para trás. Olhou primeiro para Kate.
- Kate, desculpa. Sabe aquela vez que você conheceu um menino chamado Jack em um bar e ia sair com ele? Bem, aquela mensagem dizendo que tinha cancelado o encontro não foi ele que mandou, fui eu. Não queria que saísse com um estranho. Um estranho que parecia realmente estranho. –Ela respirou fundo. – Nora, se lembra de que Scott apareceu com um olho roxo depois do término de vocês?
- Você bateu nele? - Nora perguntou, abismada. –
- Claro que não. Eu contei para minha tia e aí sim ela bateu nele.
- Eu sabia que tinha sido você! –Scott exclamou, raivoso. –
- Pois é, não tive outra escolha. Hm, (Sn)...
Prendi a respiração.
- Você é a mais nova entre todas nós. É minha melhor amiga. Minha irmã. Você sempre se mete em confusão, mas isso não me impede de te amar menos. Sou mais protetora e chata com você não porque gosto de pegar no seu pé, mas porque quero te ver bem. Desculpe se às vezes passo do limite... Sei que nunca vou ser como sua mãe, ninguém nunca vai tomar o lugar dela, mas eu quero que saiba que sempre vou estar aqui pra você, tá? Mesmo que a gente brigue às vezes.
 Assenti, já chorando. Cams respirou fundo e se virou para Jake.
- Jake, eu nunca admiti mais eu sempre tive mais que uma queda por você. Eu sempre fui loucamente apaixonada por você. Só que parecia que você não sentia o mesmo por mim, então nunca falei nada. Estou dizendo isso apenas para esclarecer. Para desabafar. É uma pena que não demos certo. Bem, é isso.
E então ela se sentou.
- Próxima?
- Eu! –Nora se levantou. – Queria me desculpar primeiramente com Justin. –Ele a olhou surpreso. – Eu sempre fui um pé no saco com você. Sempre te maltratei, mas... A verdade é que no começo eu tinha ciúmes. Deus, eu morria de ciúmes. Eu achava que você estava roubando minha melhor amiga, sabe... Mas depois vi que não era nada disso. Continuei pegando no seu pé sim, mas por motivos diferentes. Queria ver se você era suficiente para minha amiga. E você provou que sim, mas então você foi embora e eu percebi que me enganei ao seu respeito. Só quero esclarecer que se você quer conquistá-la novamente, terá que passar pela minha avaliação. E você não está indo nada bem... Camille, queria me desculpar por aquela vez que gritei com você e que fui eu que quebrei seu vaso de cristal.
- Não acredito, sempre achei que tinha sido a Kate.
- Ei!
- Continuando... – Nora rolou os olhos. – Waters, sabe aquela vez que sua comida estava apimentada? Fui eu. Eu também estava te testando. Jake se lembra daquela vez que eu disse que você era um bunda mole? Bem, acho isso de você até hoje. E Scott, queria me desculpar. Eu fui uma cabeça dura e estraguei nossa relação. Só queria dizer que por mais que a gente tenha sofrido e passados por altos e principalmente por baixos, se eu pudesse fazer tudo de novo, eu faria exatamente igual.
E então ela se sentou.
- Muito bem. –Comentou Camille feliz. – Quem quer ir?
- Eu! –Tomei coragem. –
Levantei-me e fui ao centro da sala. Deus, isso parece terapia.
- Por onde eu começo? Oh sim, vamos lá... Jake, não foi Justin quem quebrou seu videogame, fui eu. Ele apenas assumiu a culpa por mim. Scott, desculpa por eu ter ido à sua pagina do facebook e por ter te xingado muito lá. Desculpa também por ter criado um clube hater para você. É que sabe como é... você tinha magoado minha melhor amiga, era minha obrigação magoar você também. Kate, desculpa por na infância te odiar. Eu tinha ciúmes. Pois é, eu sabia que você tinha uma queda pelo Justin e isso me tirava do sério. –Respirei fundo. – Nora, se lembra de que ficamos sem luz e eu disse que tinha acabado a luz na rua inteira? Eu menti, foi porque eu não paguei a conta de luz, mesmo. Cams, desculpa por eu ter sido idiota. Você é uma das pessoas que eu mais amo no mundo e eu amo a preocupação que você tem por mim, mas acho que está na hora de você tirar umas férias. Você precisa mais de tempo para você. Nós vamos ficar bem. –Sorri carinhosa. – Daniel, ou melhor, Waters, me desculpa por ter jogado suas jujubas fora, mas sabe como é, eu estava irritada. Não é nada pessoal, ok? Eu amo você e agradeço muito por fazer minha amiga feliz. –Olhei de relance para Kate e ela sorria. – E Justin...
Agora era a hora mais difícil.
- Justin, você sempre foi meu melhor amigo. Meu porto seguro. Depois da festa de Andrew, que nos beijamos, eu percebi que eu não queria ser sua melhor amiga, eu queria ser mais. Queria ser sua namorada. A única garota de sua vida. Só que no dia seguinte, você não estava mais lá... Tinha simplesmente desaparecido. Aquilo me afetou muito. Entre todas as pessoas, você era a única que eu pensei que ficaria para sempre. Mas eu aprendi do jeito mais difícil, que nada dura para sempre. Reencontramo-nos e não foi como eu sempre imaginei, mas eu queria agradecer, sabe. Por todos os momentos. Mesmo que a gente tenha passado por um bocado de problemas, de tristeza e de lágrimas, eu não me arrependo de nada. Afinal, os melhores momentos da minha vida foram ao seu lado. Só que esclarecer que quero recomeçar do zero, pode ser?
E então me sentei.
Jake se levantou na hora.
- Quero dizer a todos que eu sofri muito com a separação do nosso grupo. Sempre achei que fossemos para sempre, compreendem? Para mim, nós éramos uma família. E uma família é para sempre. Quando vi que cada um estava seguindo a vida, que cada um estava se afastando, isso me de destruiu, cara! Eu não queria que nada mudasse. Mas tudo, de repente, mudou. Justin tinha ido embora, todas as garotas estavam revoltadas e não falavam mais com a gente, cada vez íamos nos afastando e quando percebi, nós nem éramos mais amigos. Camille, eu sempre fui apaixonado por você, mas Nora tem razão, eu sempre fui um bunda mole e nunca disse nada por medo. Medo por não ser correspondido. O tempo passou e eu perdi a chance... Me arrependo até hoje, porque de alguma forma, eu sei que se eu dissesse aquilo a você, tudo hoje poderia ser diferente. Contudo, eu nunca vou saber. Por isso, hoje em dia, faço e falo tudo que tenho em mente. A vida é muito curta para a gente se arrepender.
Ele parou de falar e eu bati palma, emocionada com seu discurso. Só eu estava batendo palma, todos me olhavam e então parei, abaixando a cabeça, envergonhada. Eu só pago mico, mesmo...
- Hm, eu quero falar, também.
Quase tive um ataque do coração quando ouvi aquela voz.
- Queria me desculpar por ter decepcionado vocês. Principalmente você, (Sn). Eu fui um otário. Mereci sua raiva e seu desprezo. Mas cara! Eu jamais quis fazer isso, eu precisei, entendem? E isso não é uma desculpa plausível, eu sei, mas é o que posso dizer por hora... Nora, se lembra da sua barbie favorita, a Kelly? Fui eu que raspei o cabelo dela.
- FILHO DA PUTA!
Ele a ignorou
- Kate, sabe seu perfume favorito? Também quebrei, mas foi sem querer. Cams se lembra de que você ficou trancada no quarto com o Jake? Não foi por que a porta emperrou e sim porque fui eu quem trancou vocês lá dentro. (Sn), se lembra de que alguém todo no dia durante esse anos no seu aniversário mandava um buquê de flores para a casa do seu pai? Era eu. Acho que sempre foi meio óbvio, mas é sempre bom certificar, certo? - Sorriu. –
- Sempre desconfiei. – Sussurrei. –
- Não vou mentir, fiquei muito decepcionado quando te reencontrei e vi que você não usava mais o colar que eu te dei. Mas tudo bem, eu entendo. De verdade. Só queria dizer que posso ter cometido vários erros, mas te amar nunca foi um deles. Você é o meu anjo e sempre vai ser. Não existe distância ou tempo que impeça isso. Eu disse a você que meus sentimentos por você continuam o mesmo e irei te provar isso.
Ele sorriu e se sentou ao meu lado. Entregou-me uma sacola pequena decorada e piscou para mim.
- Abra quando estiver sozinha.
O olhei, desconfiada. Ele apenas continuou a sorrir. Depois de todos os desabafos e desculpas, parecia que o ambiente estava mais leve. Nora e Scott sorriam um para o outro. Eu quase caí para trás, ao ver a cena. Jake e Camille estavam meio envergonhados, mas ainda assim pareciam à vontade. Kate e Daniel estavam rindo e se beijando. Olhei para Justin, curiosa.
- O que é?
- É surpresa.
- Odeio surpresas.
- Há, pelo menos uma coisa não mudou...
- Idiota. –Murmurei, sorrindo.
- Eu li em algum lugar que quando uma garota sorri e chama o garoto de idiota é porque ela o ama. Isso se encaixa aqui.
Gargalhei e o olhei com os olhos brilhando. Tentei fazer minha cara de misteriosa e o fitei.
- Você nunca vai saber, Bieber.
- Isso foi sexy. –Ele sorriu largamente. –
- Eu nasci sexy, baby.
Ficamos conversando e rindo sobre besteiras até que já estava na hora de ir embora. Todos nós combinamos de nos encontrar amanhã lá em casa, eu, Nora, Camille, Kate e Daniel fomos para minha casa, afinal, eles ficariam hospedados lá. Elas contaram que tiraram férias dos empregos e Daniel veio por que estava com saudades e também porque queria conhecer Londres. Assim que chegamos em casa, eu arrumei o quarto onde eles ficariam. Nora estava dormindo no meu quarto, comigo, Camille disse que tinha medo de ficar sozinha, então ela dormira com a gente. Daniel e Kate dormiriam no quarto de hospedes, sozinhos.
Boa coisa não daria.
Papai não tinha saído do quarto e minha preocupação com ele aumentava cada vez mais. Fui até lá e perguntei se ele queria algo, mas ele apenas negou e continuou na deitado na cama, abraçado com uma foto. Uma foto que minha mãe estava gargalhando, toda feliz.  Engoli o choro e sai de lá rapidamente. A morte de mamãe destruiu meu pai. Eu consegui seguir em frente graças as minhas amigas, mas meu pai não.
Depois disso, dormi. Acordei às três da manhã e não consegui dormir de novo, por isso, fui até a sala e peguei a sacola que Justin tinha me dado. Lá dentro estava um papel escrito “essa é a primeira prova.”
Boiei. Dentro da sacola tinha uma fita de videocassete. Olhei para aquilo surpresa. Fui até o porão e encontrei lá o aparelho, fui até a sala e conectei a Tv. Coloquei a fita e o vídeo começou a rodar.
Um garoto novinho com a franja para o lado apareceu na dela. Ele tinha um sorriso travesso. A imagem não tinha muita qualidade, mas dava para ver com clareza.  

“- Oi. –Ele sorriu para a câmera. – Hoje é primeiro de junho de dois mil e quatro e vou gravar minha primeira música. Ela se chama Common Denominator. É totalmente inspirada na minha melhor amiga, (Sn) Fray. Gostaria de dedicá-la para ela, também. (Sn), se você estiver vendo esse vídeo, é porque nossa história ainda não chegou ao fim. E isso é um ótimo, ótimo sinal. Eu sei você talvez nunca assista ele, mas... vou correr o risco. Espero que goste.
 [coloquem para tocar]
Just a fraction of your love
(Só uma fração do seu amor)
It fills the air
(Preenche o ar.)
And I fall in love with you
(E eu me apaixono por você)
All over again
(De novo)

Sorri, emocionada. Como Justin podia ser tão perfeito, desde pequeno?

You're the light that faced the sun
(Você é a luz que enfrentou o sol)
In my world
(No meu mundo)
I'd face a thousand years of pain
(Eu enfrentaria mil anos de sofrimento)
For my girl
(Pela minha garota)
Quando percebi, lágrimas já caiam de meus olhos. Droga, eu sou uma chorona mesmo.

Out of all the things in life
(De todas as coisas na vida)
That I could fear
(Que eu poderia temer)
The only thing that would hurt me
(A única coisa que poderia me machucar)
Is if you weren't here
(Seria você não estar aqui)

Meu coração se apertou. Justin sempre costumava falar para mim que seu pior pesadelo era me perder. O que eu nunca contei para ele era que esse também era meu maior medo. Perdê-lo. 

I don't want to go back
(Eu não quero voltar)
To just being one half of the equation
( Para ser apenas metade de uma equação)
You understand what I'm sayin'?
(Você entende o que eu estou dizendo?)

Ele fechava os olhos enquanto cantava, mas nunca tirava o sorriso do rosto. Dava para ver que ele tinha sido feito para isso.
Girl with out you I'm lost
(Garota, sem você eu estou perdido)
Can't fix this compass at heart
(Não é possível corrigir esse compasso de coração)
Between me and love
(Entre mim e o amor)
You're the common denominator, oh, oh, ohh, oh
(você é o denominador comum, oh, oh, ohh, oh)

Before your love was low
(Antes do seu amor estava baixo)
Playing girls was my high
(Garotas estavam jogando na minha mente)
You changed the game
(Você mudou o jogo)
Now I put my cot in the side
(Agora eu coloquei minhas besteiras de lado)

When broken hearts rise up
(Quando os corações partidos se levantarem)
To say love is a lie
( Para dizer o amor é uma mentira)
You and I would stand
(Você e eu vamos permanecer)
To be love's reply, yeah
(Para ser a resposta do amor)

Justin sempre foi um ótimo compositor e sempre levou jeito para coisa. Tinha a voz de um anjo, também. Na verdade, eu o considerava como um.

Out of all the things in life
(De todas as coisas na vida)
That I could fear
(Que eu poderia temer)
The only thing that would hurt me
(A única coisa que poderia me machucar)
Is if you weren't here
(Seria se você não estivesse aqui)

I can't imagine a life
(Eu não consigo imaginar uma vida)
Without your touch
(Sem o seu toque)
Every kiss that you give
(E todo beijo que você me dá)
You fill me up
(Você me completa)


And through all the heart aching
(E através de todo coração dolorido)
Jealous females hating
(Mulheres invejosas que me odeiam)
I'm gonna hold it down
(Eu vou segurá-las)
For you, woah, oh woah
(Por você)

- Você não está aqui. Faz três anos que não está. E isso me mata a cada dia. –ele deu um sorriso triste. – Mas sabe o que é mais engraçado, Anjo? É que a distância não diminui o meu amor por você, na verdade, ela só aumenta-o.”

E o vídeo tinha acabado. A tela ficou preta e a fita parou de rodar.
Meu coração estava acelerado. Minha boca seca e me lembrei das palavras de Justin de dias atrás “uma coisa não mudou, meus sentimentos por você.”
Esse vídeo só tinha me feito perceber o óbvio, que era que eu também o amava.
Nunca tinha deixado de amá-lo. E provavelmente, nunca deixaria. 

--------------------------------
Não sei vocês, mas eu shippo esse casal! auahau E aí, galerinha do mal? Acabou as férias, chorando apenas =( Serio, estou muito triste. E de recuperação em química (e matemática) </3 Valeu, vida.
Enfim, estou chateada! Teve poucos comentários... Galera, sei que é chato ficar sempre falando isso, mas o que custa ajudar? Poxinha. 
 Tenho uma perguntinha para vocês... Se eu criasse um grupo no facebook vocês entrariam nele? Respondam babys! 
 

 
  Resposta dos comentários --->  aqui 
 

7 comentários:

  1. Ooiiiii, eu sei que eu sumi mais e por causa da escola.... Como sempre vc se superou ficou muito fofo esse capitulo eu ameiii.. Eu tbm shippo esses dois... Bjs diva❤❤😚😚

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooi, meu amor! Ah, imagina! Entendo você... hushauah Ai, muito obrigada, anjo! Que bom que gostou <3 Tbm shippo, quem não? R: Losersssss. sashauhs Amo forte!
      Bbjsss

      Excluir
  2. Aiiiin eu vou chorar (antes que pergunte quem sou vou dizer lembra-se da Natty S.? Sim então sou eu só mudei o nome da conta mas continuo sendo Natty haha)
    Justin perfeito quero ele pra mim (afinal de contas quem não quer) wfiojfewi tão fofo tão perfeito ♥♥♥ é um capitulo superando o outro cara, e poxa eu adoro sua IB pelo fato dela ter humor nos momentos tensos ouch este capitulo além de perfeito foi engraçado ♥ please continuee

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NÃO CHORE <3 Claro que eu lembro de você, Natty, pelo amor <3 Tbm quero =( shauhsuahs só li vdds. Hehehe é o charme da (Sn)! Muito obrigada, amor! De verdade. Amoooo seus comentários.
      Beijão.

      Excluir
  3. Oi, oi, oi.
    Eu estou me sentindo uma inútil de só comentar agora, mas POR FAVOR me perdoe pela demora, eu estava (estou) em semana de provas e eu tive que faze umas coisas por aqui que nem tive tempo de ligar o computador. E, bom, comentar pelo celular não é legal.
    Chega de falar de mim porque pra início de conversa você nem perguntou nada.
    Esse capítulo está lacrando tudo, sério, não sei como eu não chorei. Até eu estava me sentindo estranha vendo que mesmo sendo amigos há tempo eles mal se conheciam porque passaram muito tempo longe, aí eles conversaram, desabafaram e as coisas melhoram. E a Nora e o Scott, meu Deus, meu Deus, meu Deus, eu li sorrindo feito uma idiota.
    Falando em ler sorrindo feito idiota, eu só não li o capítulo todo assim porque a parte do vídeo do Justin eu quase chorei, isso mesmo, quase. Parei pra respirar e não chorei. Milagre.
    Tão lindo ele fazendo o vídeo, e falando que estavam a 3 anos longe e que isso o destruía (se serve de consolo para o Justin isso me destruiu também). Estou curiosa pra saber o que são as outras provas, se bem que só essa já me convenceu.
    Eu estou com o coração na mão (coisa de mãe falar isso) de ver o estado que o pai da (sn) está, ele realmente amava a mulher e ver isso é lindo, mas é uma pena ele sofrer tanto. Eu morro de medo de perder as pessoas por isso também, é minha cara ficar meio depressiva. Mas agora com o filhota dele na área quem sabe ele melhore.
    Enfim, vou ver se comento as outras fics hoje também, se eu não comentar eu juro que comento ainda essa semana. Não sou uma leitora muito aplicada sempre me atraso nos comentários. Desculpa. A fic está perfeita e espero que você continue logo.
    Ps: meu celular que não mostrou os capítulos de All I Want Is You aquela vez, ele mostrava só o 3 e o 4 , mas depois apareceu tudo certinho, desculpa ter incomodado.
    Agora, tchau.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gabs, meu amor! Relaxa, eu demorei para postar o próximo cap tbm, então estamos quites hahaha Vc não é inútil não, não diga isso <3333

      Excluir
    2. Você é uma linda, fico feliz que tenha gostado <3 E sim, é triste mesmo ver duas pessoas unidas se tornarem estranhas... E CARACA, NORA E SCOTT MELHOR CASAL EU SHIPPO E VCS SIASJAIHSAI O pai da (Sn) precisa seguir em frente, mesmo que machuque, quem sabe ele até consegue ser feliz.
      Amo seus comentários big's! São um amor, fiquei até emocionada lendo spaksoak juro
      Bjão, amor!

      Excluir

obrigadaaa por comenta
espero que tenham gostado bjbj