quarta-feira, 18 de junho de 2014

Cap. 18 - Dear Angel


 

“Porque a vida é assim, a gente perde em uma noite o que planejou pra vida toda.”
- Cuidei.

Eu estava perdido. Não, isso não era uma hipótese, nem um exagero, era um fato. Eu estava perdido. Estava em um barco furado, em uma rua sem saída.
Nora me olhava séria e eu queria fugir, mas não era covarde a esse ponto. Ok, talvez eu seja, mas...
Eu queria contar a (Sn) toda verdade. Queria dizer que eu a amava, que tudo tinha uma explicação, que eu era Justin, não Derek. Queria revelar a verdade, mas ao mesmo tempo não. Se eu contasse quem sou, ela nunca mais olharia para minha cara. E isso significaria perde-la para sempre. Desculpem-me, mas eu não estava preparado para isso. Acho que eu nunca estaria.
Eu entendia Nora. Ela nunca gostou de mim, depois do que eu fiz a (Sn), ela devia me odiar totalmente. E com razão, melhores amigos são para isso. Jake olhava para nós nervosamente, sem saber o que fazer. Scott,  a encarava boquiaberto. Seus olhos brilhavam e o canto de sua boca estava puxado um pouco para cima, formulando um sorrindo desajeitado.
- Nora, entenda: Isso não é assunto a seu respeito. Por tanto, não se intrometa. –Falei. –
Ela olhou para mim, ainda com aquele sorriso debochado.
- (Sn) é minha melhor amiga. Se alguém mexe com ela, Bieber, também mexe comigo. É assim que funciona. É uma via de mão dupla, entende?
Era uma droga, porque eu entendia, eu entendia perfeitamente bem. Eu sou assim com meus amigos, mas principalmente com (Sn).
Se ela estava chateada, eu instantaneamente ficava chateado, se ela sorria, eu sorria. Se ela chorava, eu chorava...
Era assim que acontecia. Que acontece.
- É, eu entendo. –Murmurei. –
- Você precisa contar a ela, Justin.
- Eu sei, Nora! –Gritei, já irritado com a situação. – Você acha que eu gosto disso? Bem, aí vem uma novidade... Eu não gosto. Ela não me reconhece. Ela não tem a mínima ideia de quem eu sou! Isso é frustrante. Mas eu quero que ela me reconheça. Acho que isso me deixaria menos triste.
- Bieber, você sabe como a (Sn) é lerda para essas coisas! Você mudou para caramba, eu só te reconheci porque você estava junto com os meninos, então só podia ser você. Só por isso. Você mudou o cabelo, agora é bonito e gostoso, usa roupas do tamanho certo... Puxa, isso é uma grande mudança!
- Me acha gostoso? –Abri um sorriso malicioso. –
- Oh, não da realmente para falar sério com você.
- Você é um saco, Nora. –Falei. – Pode me deixar em paz com esse assunto?
- E deixar você continuar fazendo minha amiga de trouxa? Não, obrigada. Está decidido, se não contar, eu conto. Simples assim.
- Prefere magoá-la? –Perguntei, já arrancando os cabelos. –
- Justin, você escolheu o caminho mais difícil. Você irá magoá-la de qualquer jeito. –Ela riu sem humor. – Afinal, qual é o problema de vocês, homens? Não conseguem parar de dar mancada...
- Acontece, Nora. –A voz fria de Scott ecoou pelo local. – Que somos humanos, todos cometem erros.
- Mas vocês cometem erros demais!
- Assim como você! Pelo menos, nós reconhecemos nossos erros. –Ele gritou de volta. –
- O que quer dizer com isso, seu idiota? –Gritou Nora. – Tudo aquilo foi sua culpa! Sua.
Era impressionante. Um minuto atrás estávamos discutindo meu relacionamento com (Sn) e então do nada, Nora e Scott estão discutindo, ou melhor, mandando indiretas bem diretas sobre o namoro dos dois. O passado do namoro dos dois. Isso fez sentido? Enfim...
Jake parecia meio assuntado com a situação, mas eu não o culpava. Eu também estava. Nora podia ser bem agressiva quando queria. Todos sabiam disso. Scott também. Ele não era a pessoa mais calma do mundo, mas tinha controle. Já Nora, não.
Ela agora parecia totalmente vulnerável. Assim como Scott. Mas é assim mesmo, quando o assunto é amor, parece que todas nossas forças se esvaem. Uma merda, eu sei.
Os dois discutiam ferozmente. Ambos estavam machucados. E eu não os culpava por isso, afinal, o término dos dois não foi muito amigável e os machucou muito.
Fiz um sinal para Jake, que ele entendeu, pois assentiu com a cabeça. Peguei minha carteira em cima da mesa, bem devagar para ninguém notar. E sai o mais rápido possível. Tomara que eles não tenham notado minha saída.
Sim, eu saí de fininho, problema?

Sem ter o que fazer ou por onde andar, fiquei passeando por Londres. Minha cidade natal.
Era engraçado que por onde eu passava, eu me lembrava de algo relacionado a ela. Uma verdadeira bosta. Karma, só podia ser isso.
Porém, por mais que eu tentasse negar, eu sabia que não era karma nem nada do tipo. Era amor.
Quando você ama alguém, de verdade, não importa se você é correspondido ou não. Não importa se a pessoa amada está longe ou perto. A única coisa que importa é ver aquela pessoa feliz.
Ver aquela pessoa bem.
Eu amava (Sn). Admitia isso de corpo e alma. Nesse passar dos anos eu já gostei e me encantei por várias mulheres, mas nenhuma nunca conseguiu me fazer sentir o que ela fazia. Nunca.
Isso me assustava. Desde quando eu tinha me tornado tão dependente dela? Enquanto eu andava, perdido em pensamentos, resolvi algo.
Eu já fiz várias escolhas em minha vida. A maioria, erradas. Só que eu não faria outra escolha errada. Não hoje. Não depois de todo esse tempo. Quando eu faço algo errado, faço de tudo para consertar esse erro. E dessa vez não seria diferente.
É, Nora, parece que você não precisa se preocupar. Pois eu mesmo irei contar.

(Sn) Fray P.O.V
Nora estava desaparecida por horas. Eu estava ficando louca! Onde aquela pirada tinha se metido? Céus, Nora ainda me enlouqueceria. Isso era uma certeza. Fiquei no meu quarto tentando-me distrair, mas isso parecia longe demais da minha realidade.
Nora, eu estava preocupada com Nora.
Minha melhor amiga sempre foi muito estressada e impulsiva e isso a levava a fazer muitas... Besteiras. Às vezes, piores que as minhas. Meu celular vibrou. Peguei rapidamente ele e abri a mensagem. Porém, era de um número desconhecido.
Encontre-me daqui à uma hora no London Eye, estarei te esperando lá.”
Certo, eu podia ser meio louca, admitia isso. Mas eu nunca, jamais me encontraria com um estranho, fala sério! Tudo tem limite! Entretanto, minha curiosidade gritava dentro de mim...
Não, você não vai a lugar algum, (Sn)Fray! Pode ser um assassino, ou um maníaco do parque, vai saber.
Mas... E se for importante? E se for alguém querendo me fazer uma surpresa, tipo o Andrew? Ou bem... Derek.
Esse último acho que estava fora de cogitação, afinal, tínhamos brigado. E tinha sido uma briga feia. Só de pensar no assunto, fiquei triste. Derek tinha se tornado uma pessoa importante em minha vida. Era o único cara que me fazia esquecer Justin.
Ele me fazia sentir... Feliz.
Sem eu perceber, tinha se passado uma hora. Eu ainda estava em casa, sentada em minha cama. Mas meu corpo estava agitado. Eu não sabia o que fazer...
Olhei no relógio mais uma vez e não aguentei, sai correndo, pegando apenas meu celular para ligar para polícia caso fosse realmente um assassino. Sai correndo, em direção ao London Eye, que não era muito longe da minha casa.
Eu realmente tinha algum problema mental. Sei que isso parece errado, mas porque para mim parece tão certo?
+++
Ao chegar lá, vi que o local estava um pouco cheio. Fazendo-me suspirar aliviada. Sentei-me em um banco bem visível, esperando quem quer que fosse, que aparecesse logo. Fiquei roendo as unhas, nervosa. Tinha resolvido que, se ele ou ela demorasse mais de cinco minutos, eu iria embora.
Passou-se cinco minutos e nada. Nervosa, me levantei do banco, mas assim que ia dar um passo meu celular vibrou novamente.
Não vá embora.”
Certo, isso deu medo. Olhei em volta, mas não vi ninguém. Vi apenas casais rindo e se beijando. Tudo bem, vamos resolver isso de uma vez.
Quem é você?” Digitei.
Tem certeza que não sabe?”
Se soubesse, não estaria perguntando.”
Boa resposta.”
Estou falando sério... Se não acredita, vou embora.”
“Tudo bem, parei, eu juro. Vou abrir o jogo.”
Certo. Quem, diabos, é você?”
Sapo ostra urso - uva maca - gato rato anta nada dura elefante - antigo mingau ipa gado oxe.”
Assim que recebi essa última mensagem, senti meu coração paralisar. Minha mente funcionava a um milhão e eu sentia que a qualquer momento eu ia cair no chão.
Justin, era ele. Céus, ele ainda se lembrava dos nossos códigos por bilhetes?
Meu celular vibrou de novo.
Estava com saudades, Anjo.”
Aquilo parecia um sonho. Será que era mesmo? Se fosse, eu não sabia se ficava decepcionada ou aliviada. Provavelmente um pouco dos dois. Eu precisava sentar. Espera, eu já estava sentada! Meu corpo tremia descontroladamente. Justin estava realmente aqui. E ele me observava! 
Olhei para os lados, desesperada, mas eu não o via de maneira alguma. Na verdade, estava tão atordoada que não via nada, apenas borrões.
- Oi. –Uma voz rouca soou ao meu lado. –
Eu dei um pulo tão alto que minha bunda doeu ao voltar da queda. Assim que olhei para meu lado, fiquei mais chocada ainda. Aquele dia não podia ficar mais bizarro.
- Derek?
- Hm, oi...
- Oi. –Falei, ainda em choque por vê-lo ali. -
- Você me parece decepcionada.
- Não, claro que não. É só que... Desculpe-me, é que eu estou esperando outra pessoa.
- E quem seria essa pessoa?
- Justin Bieber, um velho conhecido...
- Oh sim, ele está aqui.
- Você o viu? Espera... Você o conhece?
- Claro que eu o conheço. Tanto quanto você.
- O que... Onde ele está?
- Na sua frente, (Sn).
- Você é que está na minha frente, Derek. –Ri, nervosa. –
Vai ver esse Derek era maluco. Vai ver ele que era um maníaco do parque. Disquei o número da polícia, apenas para precaução.
- (Sn), será que você não vê? Sou eu, Justin.
De todas as coisas estranhas que Derek já me disse, aquela era a mais assustadora.
- Sim. –Comentei, me afastando nervosa. – Derek Justin, seu nome, mas eu estou falando de outro Justin...
- Você realmente não faz a mínima ideia, não é mesmo? Meu Deus... Todo esse tempo que passamos juntos e você nem ao menos suspeita!
- Suspeitar de que? -gritei, já controlada pela confusão e pelo medo. –
- Sou eu, (Sn). Justin. Justin Bieber. Seu melhor amigo desde sempre. Seu primeiro amor...
- Não. –Berrei. – você é louco!
- Eu reconheci você desde o avião, (Sn). Eu a reconheceria de qualquer jeito. Você está igualzinha... Mas você não me reconheceu. Nem mesmo eu dando dicas... Eu mudei pra caramba, é verdade, mas nem tanto!
- Você não é ele...
- Se eu não fosse, (Sn), eu saberia que você tem medo de aranhas? Saberia que você odeia gente que se acha melhor que os outros? Saberia que tem medo do escuro? Que chora em todos os filmes de romance? Que considera todos seus amigos parte da sua família? Que quando criança brincava todo dia com um garotinho pobre com sorriso malandro e roupas largas que por coincidência virou seu melhor amigo?
Não, não podia ser... Aquilo era surreal demais. Senti meus olhos se encherem de lágrimas.
- Pode ser difícil de acreditar, eu compreendo... Mas sou eu mesmo.
E então ele finalmente tirou os óculos escuros que sempre usava, com sol ou sem. E mostrou seus olhos lindos cor de mel, tão brilhantes quanto à lua. E então sorriu. Era um sorriso largo, um sorriso emocionado. E não um sorriso de lado, como ele sempre dava.
Foi olhando para aqueles olhos e seu sorriso que eu soube que ele falava a verdade. Ninguém no mundo tinha olhos como aquele. E o sorriso? Era único, nem que tentassem o teriam.
- Sou eu, Anjo. Seu Drew.  –Ele sorriu emocionado. – Eu voltei. E dessa vez é pra valer.

------------------------------------
Estou ouvindo um coro de anjos cantando aleluia? hahaha
Olá, galerinha, tudo bem com vocês? Eu estou bem, um pouco tonta, mas bem!
Meninas, eu fiquei triste comigo mesma por esse capitulo meio... Sei lá, meio chato. Acho que não foi tão emocionante esse reencontro como o esperado, então estou chateada comigo mesma. Gostaria de saber se vocês gostaram, então, por favor sejam sinceros! Juro que não fico chateada hahaha Sério, podem falar. 
Sobre a nova fic... Eu estou amando escrevê-la! O nome é The Mission Of My Life (Grande, né?) haha Eu queria já começar a posta-la, mas estou esperando a capa ficar pronta. Aí vou postar o trailer, os personagens, a sinopse e o prólogo. Tudo junto! Eu não ia postar esse cap de Dear Angel hoje, por que queria postar isso DEPOIS da estreia de TMOML, mas como ia atrasar, eu não ia deixar vocês sem nada. Não sou má a esse ponto. haha Ainda não estou de férias, estou em semana de prova para falar a verdade, então viram como estou aqui mesmo assim? O que não faço por vocês, hein? É isso, obrigada a todos que leram até aqui e todos que acompanham e que comentam a fic. Obrigada de verdade!
Beijinhos ;) 


 Respostas dos comentários: aqui

Tenham uma ótima semana!

5 comentários:

  1. Meu Deus, eu estou aqui sambando de alegria cara ele contou meu Deus ele contou, é um milagre um grande milagre caramba estava mais que na hora hein Justin !! O que vai acontecer agora ai meu Deus eu estou ansiosa agora quem está realmente roendo as unhas de tanta ansiedade sou eu caramba que perfeita sua FIC eu amei digo e repito amei este capitulo cara... deixa eu parar por aqui se não eu escrevo um livro sobre sua Fic, beijos mana continue por favor, faça este favor a sociedade <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. uma nova Fic The Mission Of My Life? Oh meu Deus poste logo cara suas Fics são perfeitas e eu amei a nova versão de All I Want Is You muito perfeito também eu imploro que continue com esta também ♥

      Excluir
    2. FINALMENTE, NÉ! Estava na hora hauahua Vai chover. Justin tomou vergonha na cara, aleluia irmãos!
      Awn, Natty! Fico super feliz que tenha gostado, sério :')
      E espero que tenha gostado do primeiro cap de TMOML <333 AI, QUE FOFA! Fico feliz que tenha gostado da nova versão de AIWIY tbm! Vou continuar todas, obrigada linda <3
      Bjs

      Excluir
  2. Então como pode se descrever desse Capitulo? :/..... Perfeito Bitch.. Faltou um pouco de emoção, Mas tava muito engraçado, eu pensei que a SN fosse correr kkk Crazy isso kkk mas então, Gostei muito.. Kkk The Mission of my Life? To ansiosa Deusa... Faz o próximo capítulo bem engraçado.. Beijos Fofa

    Ass: Mandy <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mandy!!! <3333 E ela fez pior que correr, né? hauhauah Awn, fico feliz em saber que gostou! Espero também que tenha gostado de TMOML! Espero que tenha gostado do 19! Obrigada por sempre comentar, amor.
      Bjs

      Excluir

obrigadaaa por comenta
espero que tenham gostado bjbj